despedida

um casal que se (des)pede é como um sopro,

rio

e

correnteza   

que só de se passar perto já se sente o ar pesado que puxa quem parte e derrete quem fica

derrete quem

        delata

enquanto o outro

        dilata

o que pesa não são os olhos dos apaixonados, a sanguinolência molhada, o suspiro

mas o ar em torno dos partintes

e aos ficantes,

resta somente saber respirar fundo todo esse ar pesado pra que,

como num sopro,

tudo volte o mais rápido possível a ser

tudo aquilo

que já não era mais

Anúncios

2 comentários

  1. hangferrero · janeiro 8, 2016

    Pow! Até correu bonita essa atmosfera descrita assim …

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s