MAKTUB (ou ainda: semi-soneto para a happenstance)

João gostava de Paulo que gostava de Maria que nunca leu Drummond e viajou prum mochilão pra Armênia em 2007 e na feira comprando damascos conheceu um senhor de 57 que a abrigou em casa e lá tinha a empregada Suzanne por quem se apaixonou e elas abriram uma loja de vidrarias e depois de 7 anos e 3 meses e 16 dias após mais uma briga por causa do cachorro que é seu mas eu que sempre acabo cuidando de tudo se separaram e Maria voltou pro Brasil mas nessa altura Paulo tinha se casado com um norueguês vegano praticante de yoga e João morreu atropelado num acidente na BR101 e Maria hoje mora num apartamento em Perdizes e celebra a aleatoriedade da vida e o fato de não termos controle sobre nada do que se passa sobre esta terra e às terças feiras ela vai na natação onde tem uma moça muito bonita mas sua aula acaba 15 minutos antes da dela o que a impede de puxar um assunto mas na verdade lá no fundo Maria sabe que o impedimento

Nunca é

de Tempo não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s